Diego Cabrera, Barman & Cocktail Master

0
Image

Diego, para além de seres reconhecido como o melhor barman de Espanha estás em Lisboa na qualidade de Consultor dos NH Hotels para redifinir a carta de cocktails do Hotel NH Liberdade e preparar as festas e animações no terraço do Hotel para a temporada de Verão 2015, quais são as novidades?
Uma das maiores novidades é que vamos ter um terraço completamente renovado, ainda mais confortável para que os nossos clientes possam usufruir da melhor vista de Lisboa.  Vamos ter um novo bar, tentando implementar uma vertente ainda mais exigente e profissional. Nesse sentido vamos ter uma equipa nova de barmans, providenciar formação especializada a todo o staff e, a coordenar essa equipa, vou estar eu ou alguém da minha confiança. Porque é preciso adaptá-la a uma forma de trabalhar, o objetivo é criar um conceito, um standard NH Collections. Uma pessoa pode tomar uma bebida, um cocktail, neste Hotel e se for a outro Hotel da cadeia NH encontrar o mesmo serviço e o mesmo padrão de qualidade.

Qualquer pessoa pode ter acesso ao terraço do Hotel e desfrutar dum cocktail?
Sim, claro. O objetivo é mesmo esse, abrir o espaço a todos os lisboetas e a quem nos queira visitar, não só os clientes do Hotel e turistas. Vamos ter preços bastante competitivos para quem ninguém se sinta excluído duma experiência que se quer única e especial para todos. Falando em concreto do NH Liberdade queremos acrescentar valor ao espaço, abrindo-o à comunidade para usufruirem da melhor forma possível do mesmo, quer seja através duma vista privilegiada, quer seja degustando alguns dos cocktails de assinatura que vamos ter disponíveis. É importante cada vez mais captar novos públicos, sobretudo um público mais jovem, mais cool.

E ao nível da animação e festas para este Verão, podes levantar a ponta do véu?
Estamos a preparar um conjunto de iniciativas que temos a certeza que vão proporcionar momentos inolvidáveis aos nossos clientes. Vamos ter Live DJ’s, música ao vivo, à semelhança do ano passado também vamos ter algumas festas temáticas e claro, como a bebida do Verão são os cocktails, vamos ter para todos os gostos e paladares. Todas as quintas-feiras vamos temos uma programação especial que vai sendo desvendada aos poucos mas que os vossos leitores vão saber em primeira mão. Para vos criar água na boca posso apenas acrescentar que vamos ter o Dia Internacional do Gin Tónico ou o Dia Internacional do Pisco Sour, entre muitos outros.

Falando de cocktails, quais são as propostas para esta nova temporada?
Para além dos clássicos, como a Caipirinha, o Cosmopolitan, a Margarita, a Piña Colada, o que nos destingue é a criação de novos cocktails, cocktails especiais que surpreendam de forma positiva os clientes. Por vezes o cliente diz eu não gosto de Whisky ou não gosto do sabor do whisky e eu pergunto já provou uma marca de whisky ou já provou várias? O interessante é esse desafio, apresentar algo ao cliente que seja inovador e sempre que possível inesperado ao nível da conjugação de sabores. O segredo está no equilíbrio, está na harmonia que se tenta atingir entre os vários destilados com o auxílio de especiarias ou outros ingredientes.

O Gin é uma bebida que está muito na moda, a que se deve este boom?
A forma como o gin se posiciona num patamar tão elevado é de alguma forma um mistério mas vou dar a minha opinião. O gin tornou-se uma bebida Premium, ou seja, tornou-se uma bebida mais sofisticada. Deixou de ser vista como uma bebida de “velhos” para passar a ser uma bebida cool, uma bebida de jovens. Porque é que tal aconteceu? Porque o gin é uma bebida muito versátil e tem a vantagem de agradar a vários tipos de paladar, uma das razões para um crescimento tão rápido num curto espaço de tempo pode ser esta. Considero no entanto que mas não há uma razão, mas sim um conjunto de razões e de circunstâncias. Outra das caraterísticas do gin é ser uma bebida muito refrescante, que permite fazer várias misturas, mas sem ser cansativo do ponto de vista degustativo. Pode ser um aperitivo como pode ser um digestivo, é essa versatilidade que atrai os consumidores.

Quem bebe um gin sente-se de alguma forma especial?
Sim, sentem-se diferentes e sofisticados. É uma bebida que agrada a uma ampla faixa etária, é uma bebida cada vez mais eclética. Comparando com outras bebidas, como o whisky, o gin ainda está a meio do seu potencial de crescimento, tem ainda um longo caminho a percorrer até atingir o zénit. São ciclos que se repetem e o gin tem a vantagem de se posicionar num nível de exigência muito alto. Apesar disso em Espanha não é líder de mercado, encontra-se em terceiro, atrás do whisky e do rum.

Na tua opinião qual vai ser a próxima bebida cool, a próxima bebida da moda?
Para mim o importante é aproveitar o momento, se as pessoas gostam de gin bebam gin, se preferem outro tipo de bebida é essa que devem beber, não se devem preocupar com o que vem a seguir. Muitas pessoas falavam da vodka como “the next one” mas é uma bebida neutra, não tem as caraterísticas que tem o gin ou outras bebidas. Há outras bebidas que estão a crescer muito como o pisco ou o mezcal.

Como é que surgiu na tua vida o gosto pela criação de cocktails?
Surgiu por casualidade, na verdade nunca pensei em ser barman. Estudei comércio internacional e enquanto estudava aos fins de semana trabalhava em bares de hotéis. As pessoas com quem trabalhei passaram-me essa paixão, o gosto pela criação de novos cocktails. Para um miúdo de 19 anos era algo muito motivante, poder contactar com pessoas de todo o mundo e ver a reação positiva aos cocktails que ia criando. Tive a sorte de poder trabalhar na parte mais requintada da minha profissão. Aprendi que o mais importante é teres um pensamento positivo, acreditares nas tuas capacidades e desenvolvê-las ao máximo. Ao evoluires permite-te ter um pensamento independente nesta área.

Estás em Lisboa também para participar no Lisbon Bar Show, que evento é este?
É a segunda edição deste evento, teve lugar em dois dias e reuniu os maiores nomes ligados à criação de bebidas a nível mundial. Estive presente para dar uma palestra sobre criatividade e também como Embaixador da Schweppes para apresentar a Hibiscus Premium Mixer, um novo sabor de água tónica, com notas florais, frutadas e um amargo final. Esta nova premium mixer da marca foi desenvolvida por mim e pelo Alberto Pizarro, outro grande mixologista. O lançamento vai ter lugar este sábado, dia 23, no eventoGin Tasting Lisboa que decorrerá das 15h às 21h30 nas cavalariças do Hotel Pestana Palace.

Que importância tem para Lisboa a realização destes dois eventos?
São ambos muito importantes porque posicionam Lisboa e Portugal, a nível mundial na área da criação de cocktails. Lisboa é uma cidade que recebe muitos turistas e a “cocktelaria” é algo que agrada aos visitantes porque acima de tudo procuram descontrair, relaxar e divertir-se durante a estadia no país. Haver estes congressos vai permitir aos barmans partilharem conhecimentos nesta área e estar sempre atualizados com que se passa. É sem dúvida uma forma de apresentar Lisboa como um destino turístico sofisticado e moderno, é algo que traz valor acrescentado à cidade.

O que te atrai mais em Lisboa?
Lisboa está definitivamente na moda, mantém uma ligação com as tradições ancestrais mas possui um lado cosmopolita cada vez mais forte e consolidado. Lisboa é uma cidade que tem uma identidade, ao contrário de muitas outras cidades que a perderam.Lisboa tem uma parte antiga que é incrível, tem uma história que se pode contar a quem a visita. Por outro lado é um destino acessível para o resto da Europa. Há edifícios que estão degradados mas até essa aparente decadência dá-lhe um certo encanto, é uma decadência cool.

Que locais sugerias a um turista que venha a Lisboa?
O que me encanta em Lisboa são os miradouros, as colinas e podermos encontrar sempre coisas novas, espaços diferentes. O que me encanta em Lisboa é perder-me na cidade, por entre becos e vielas. Gosto de sentar-me na esplanada do Café A Brasileira e ficar apenas a observar as pessoas que passam, ouvir os músicos de rua e ver as animações na rua. Gosto muito de ir ao Mercado da Ribeira, procuro sobretudo restaurantes com comida tradicional e típica. Na minha área recomendo uma visita ao Red Frog Speakeasy Bar na Rua do Salitre, um espaço muito bem decorado e agradável.

Fonte:  lisboa.lecool.com

Sem Comentários

Recomendamos-lhe

01

Ninguém para o Gim nacional*

Portugal celebra o Dia Nacional do Gin Tónico a 27. O que muitos pensaram ser só uma moda tornou-se um fenómeno maior, reacendendo a paixão ...