Há duas mulheres no mundo a destilar gin. Marta é uma delas.

0
azor-marta

Marca premium Azor está no mercado desde Abril e utiliza ananás dos Açores.

Todas as histórias têm protagonista e nesta o papel principal cabe a Marta Pinto, a master destiller de Leiria que se apresenta como uma das duas mulheres em todo o mundo, e única em Portugal, a produzir destilados. Esteve ligada ao lançamento do primeiro gin português e agora lidera o seu próprio projecto, o Azor – um gin premium desenvolvido com produtos dos Açores que já é chamariz para turistas nas lojas francas dos aeroportos.

Com apoios da Câmara Municipal da Ribeira Grande, o Azor chegou ao público em Abril. O que o torna diferente são os ingredientes obtidos no arquipélago, ou seja, o ananás, o limão galego e a raiz de angélica, sujeitos a cinco destilações com a base de zimbro e o cardamomo. O nome inspira-se na ave encontrada pelos navegadores e pretende homenagear os descobrimentos portugueses, em especial os Açores.

É na zona industrial do Casal da Areia, no concelho de Alcobaça, que Marta Pinto e Dário Simãozinho gerem a empresa Drinks & Flavours, detentora da marca Azor. Estão focados no canal horeca, ao qual chegam através de distribuidores, e até à data comercializaram seis mil garrafas. O preço de venda ao consumidor final recomendado ronda os 25 euros por unidade, IVA incluído.

Sem Comentários

Recomendamos-lhe

25gins

Abril é Mês de Gin

Uma festa, um jantar “gínico” e dois novos gins com assinatura portuguesa são as novidades que a bebida da moda tem para mês de Abril. ...