OS 4 ERROS QUE NÃO PODE COMETER A PREPARAR UM GIN

0
PREPARAR UM GIN

O gin é conhecido por ser um aguardente aromático. Cada marca destaca-se por a sua combinação única de ingredientes, dos quais as bagas de zimbro são obrigatórias, por lei. Outros ingredientes podem ser utilizados por cada marca para obter características próprias. Entre os ingredientes mais usados, além do zimbro, estão a canela, cascas de frutas cítricas, sementes de coentro, pimenta-da-jamaica, raiz de alcaçuz, pimenta-do-reino, cássia, farinha de amêndoa e outros.

Confira aqui os erros que jamais deve fazer a preparar um gin:

Usar rodelas ou sumo de limão (ou outra fruta)

A ideia não é deixar o gin a saber a limão ou a outra fruta qualquer. Por isso, basta torcer uma tira de casca de limão por cima do copo e adicioná-la à bebida. Além disso, o sumo de limão torna o gás da água tónica mais fraco. Casca de fruta é a solução.

Usar cubos de gelo pequenos

O gás é um elemento fundamental do gin tónico. Por isso é que se deita a água tónica por cima de uma colher torcida. E por isso também é que só se usam cubos de gelo grandes e consistentes. Quanto maiores forem os cubo de gelo, menos vão derreter – e menos aguado ficará o seu gin tónico.

Acabar o gin depois de o gelo derreter

E é também para evitar um gin tónico aguado que nunca, jamais, em tempo algum deverá acabar o seu gin depois de o gelo derreter.

Beber só água tónica Schweppes

Da mesma forma que o gin não tem de ser inglês, a água tónica não tem de ser Schweppes. Experimente, por exemplo, uma Fever-Tree. Vai ver a diferença que faz.

 

Sem Comentários

Recomendamos-lhe

Filliers Dry Gin 28

Filliers Dry Gin 28

Em 1792 nasce nos arredores de Gent, na Bélgica, Karl Filliers, o homem que decidiu introduzir a destilação de zimbro na produção agrícola da família. ...