Praça cheia durante o evento

0
ginandstreetfood

Três dias de ‘Gin and Street Food Sessions’ foram suficientes para os sanjoanenses, sobretudo os de mais idade, recordarem os bons velhos tempos da Praça Luís Ribeiro.

Com as altas temperaturas, sentidas este último fim de semana, a convidarem a uma saída de casa para um passeio ao ar livre e para uma bebida – um gin, por que não? – tomada na companhia de familiares e amigos, a primeira edição das ‘Gin and Street Food Sessions’ não podia ter corrido melhor.

Todos aqueles com quem o labor falou na noite do passado sábado ‘deram nota 20’ ao evento promovido no âmbito do programa ‘Verão de S. João’ da Câmara Municipal de S. João da Madeira, que contou com a colaboração de instituições e associações locais e ainda de bares, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais da cidade. E também houve quem defendesse a continuidade deste tipo de organizações que vêm devolver ao centro da urbe a vida e a dinâmica de há umas décadas.

Ao longo dos três dias da iniciativa camarária, o povo – leia-se milhares de sanjoanenses e forasteiros – saiu à rua enchendo a Praça Luís Ribeiro como há muito não se via e trazendo à memória, principalmente dos de mais idade, os bons velhos tempos.

De 22 a 24 de julho, foram dadas a conhecer as principais referências de gin, bem como as suas filosofias, processo de destilação e sabores únicos. Tudo isto num ambiente de grande animação, em que a música e o humor ocuparam lugar de destaque. Houve ainda workshops, bem como atividades e atrativos direcionados para os mais novos, entre os quais insufláveis.

O concerto dos sanjoanenses ‘Prana’, no sábado, e o espetáculo de humor protagonizado pelo filho da terra Pedro Neves e pela sua banda, no domingo, foram dois dos momentos altos do cartaz delineado para a primeira sessão das ‘Gin and Street Food Sessions’.

Mas atenção que o ‘Verão de S. João’ não se vai quedar por aqui. O ‘calor’ ainda vai durar até final de setembro, prometendo mais noites ‘quentes’ e de lotação esgotada no ‘coração’ de S. João da Madeira.

 

Fonte: http://www.labor.pt/

Sem Comentários

Recomendamos-lhe